Hung Sing Gwoon Minho

Escola Tradicional de Choy Lee Fut Kung Fu, Sanda, Chi Kung da Familia Chen

NU GUA

Nu-Gua era a Deusa com cabeça de mulher e corpo de serpente. Possuía o poder de transformar-se de setenta maneiras diferentes por dia. Solitária passeava pelos caminhos virgens do mundo, envolvida pela beleza e encanto das paisagens. Contudo abrigava em seu coração uma grande melancolia. Era o clamor do seu instinto materno, trazendo-lhe uma sensação de infinita tristeza e frustração. Em determinado momento, num ímpeto incontido, cavou barro no chão e com ele moldou uma figura humana. Surpreendeu-se com aquela pequena figura ganhando vida e movimento próprio, pulando, cantando e indo-se embora, levada por sua própria inquietação. NU-GUA não coube em si de tanta felicidade e com suas mãos continuou criando as figuras dentro do mesmo espírito até se cansar. Quando então tomou um feixe de vime, entumesceu-o com barro e vibrou-o com energia. Os pingos caídos no chão milagrosamente se transformaram em seres humanos e em pouco tempo o mundo estava repleto.

Os seres nobres foram os criados pela mão de NU-GUA. Quanto aos pobres, estes foram lançados como feixe de vime. Porém a natureza moral desses homens obrigava a deusa a repetir constantemente o processo, tornando-o extremamente cansativo. Decidiu-se então pelo acasalamento dos seres para, através desta forma, se perpetuarem. Esta união, é chamada pelos chineses a Deusa do Matrimónio. NU-GUA é a primeira mediadora entre homens e mulheres.

Num túmulo da Dinastia Han descobriram recentemente (1972), no mural e na urna funerária, desenhos esculpidos em tijolos com temas relacionados a lendas e mitos. Entre esses desenhos havia uma de FU-XI e NU-GUA, cujos corpos da cintura para cima eram humanos e da cintura para baixo, eram de serpentes. Contudo em outro túmulo de Han, descoberto em Henan, a concepção de suas formas é diferente. Ao invés de serpentes, dragões. As duas caudas trançadas juntas. Em uma das representações, FU-XI segura nas mãos um esquadro de carpinteiro e um sol dentro do qual havia um corvo desenhado. Quanto à representação de NU-GUA, esta segura um compasso e uma lua dentro da qual, igualmente desenhado, havia uma rã com três patas. Nos demais desenhos ainda havia uma criança entre os dois deuses, prendendo com as mãozinhas as mangas das vestes divinas, numa demonstração de felicidade familiar e de doçura no lar.

FU-XI e NU-GUA são os deuses que criaram e transmitiram a cultura aos homens. Representa esse casal primordial uma união tão perfeita e íntima que também são considerados irmãos. Nos túmulos antigos suas figuras são sempre representadas no acto da procriação.

 

O Unicórnio Chinês

Unicórnio em chinês (k’i lin) também é um animal sagrado para os chineses e este é bem diferente do unicórnio ocidental. O nosso unicórnio tem corpo de veado, cabeça de cavalo, cauda de leão e um chifre na testa. O unicórnio chinês tem corpo de veado, mas cabeça de dragão, corpo escamado, verde, tem chifres como os de veado, mais feitos de carne.

Vê-lo significa um bom pressagio, mata-lo ou ver seu cadáver é péssimo pressagio. Diz–se que a mãe de Confúcio, enquanto o gestava viu um animal destes, e que mais tarde o filósofo viu um unicórnio morto por caçadores e chorou, pois além de saber que era um sinal de mau agouro, em seu chifre estava uma fita – a fita que sua própria mãe amarrara.

As duas raposas

Na China existem muitas lendas sobre raposas, hoje vamos descrever sobre uma delas.

"Wang viu duas raposas paradas nas patas traseiras e apoiadas a uma árvore. Uma delas tinha na mão uma folha de papel e riam como se compartilhando um gracejo. Tentou espanta-las, mas se mantiveram firmes, então ele disparou contra a que segurava o papel. Feriu-a no olho e levou consigo o papel.

Na estalagem contou aos outros hóspedes a sua aventura. Enquanto falava, um cavalheiro entrou, e observou que ele tinha um olho ferido. Escutou com interesse o relato de Wang e pediu que lhe mostrasse o papel. Wang já ia mostra-lo quando o estalajadeiro notou que o recém chegado tinha cauda. "É uma raposa!" gritou., e imediatamente o cavalheiro se transformou no animal e fugiu.

As raposas tentaram várias vezes recuperar o papel, que estava coberto de caracteres indecifráveis, porém fracassaram. Wang resolveu voltar à sua casa, no caminho encontrou-se com toda a sua família, que se dirigia à capital. Disseram que ele lhes havia ordenado essa viagem, e sua mãe mostrou a carta em que lhe pedia que vendesse todas as propriedades e se reunisse a ele na capital. Wang examinou a carta e viu que era uma folha em branco, embora já não tivesse tecto que os abrigasse, Wang ordenou: "Regressemos." Um dia apareceu um irmão mais jovem, que todos haviam dado por morto. Perguntou pelas desgraças da família e Wang contou-lhe toda a história. "Ah!" disse o irmão quando Wang chegou à sua aventura com as raposas, "aí esta a raiz de todo o mal." Wang mostrou o documento. Arrancando o de suas mãos, seu irmão o guardou com presteza. "Finalmente recuperei o que procurava", exclamou, e, transformando-se numa raposa partiu!

Uma simples criança

Certa lenda chinesa conta que estavam duas crianças patinando em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação. De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água.

A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava debaixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas forças, conseguindo quebrá-lo e salvar o amigo. Suas mãos estavam feridas e doía muito todo o seu corpo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:

- Como você conseguiu fazer isso? É impossível que você tenha quebrado o gelo com essa pedra e suas mãos tão pequenas!

Nesse instante apareceu um ancião e disse:

- Eu sei como ele conseguiu.

Todos olharam para ele aguardando a resposta. O ancião então respondeu:

- Não havia ninguém ao seu redor para dizer-lhe que ele não era capaz."

KwuanKun

Kuankun, Kwuankun, Kuan Yü, Guanyun ou Kuan Ti – Divindade protectora das academias ou associações de artes marciais (enfoque especifico), dos negócios e de tudo que envolva retidão, justiça e coragem. Enquadra-se na categoria das personagens históricas que, por seus actos e pelo reflexo destes sobre o imaginário popular, acabaram transformados em divindades. É uma das personagens mais queridas do folclore Chinês, o que faz com que seja um dos mitos mais ricos em lendas, histórias e até escritos e peças teatrais.

Kuankun é o mais conhecido dos heróis do chamado período ou era dos reinos combatentes (período histórico situado entre 453 e 221 a. c., quando os reinos de Wei, Wu e Shu, Chi, Yueh e Chin disputaram a supremacia do velho império – o nome China teria nascido de Chin o reino vencedor); teria vivido entre 160 e 219 a. c.

Entre as histórias que lhe são atribuídas está a que afirma que ele teria sido um rapaz comum do campo que teve de fugir de casa depois de salvar uma garota das mãos de um magistrado cruel. Ele matou o magistrado e, para fugir, ingressou no exército de um dos reinos da China. Outra lenda narra seu encontro com Chang Fei e Liu Pei, do reino Shu, com quem formaria uma das mais importantes trincas de heróis divinizados da antiga China. A caminho da conscrição, Kuankun teria encontrado Chang Fei, um açougueiro que desafiava qualquer pessoa a erguer do chão uma pedra de 180 Kg.

Sob o qual estava um grande pedaço de carne. Até então ninguém havia vencido. Aceitando o desafio, Kuankun ergueu a pedra e se apoderou da carne, provocando a ira de Chang Fei. Os dois começaram um combate violentíssimo, que só foi encerrado com a intervenção de Liu Pei. Mais tranquilos, perceberam que tinham muitas coisas em comum e tornaram-se amigos. Num campo de pessegueiros, os três fizeram um juramento de amizade pelo qual se obrigavam a viver e morrer juntos (para muitos chineses, este acordo é um exemplo de ideal de amizade).

Como soldado, venceu muitas batalhas até ser capturado pelo rei Wu Sun Chíuan. Por não se render, foi condenado à morte e executado na localidade de Hsiangyang, em Hupei. A tumba contendo seu corpo estaria localizada em Tangyang e sua cabeça teria sido sepultada em Loyang ( Henan ), uma localidade situada ao lado do mosteiro de Shaolin.

Sua arma o Kuan Tao ( Kuan To ou Ka Wan Tou ) – "espada de Kuan" faz parte do universo de armas do Kung Fu, sendo praticada na forma de rotina (forma) em vários estilos ( inclusive no Shaolin do Norte ). O nome da arma segundo a lenda é "Dragão Verde".

 

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS:

As lendas mostram esta transformação de homem comum em divindade: segundo o folclore Kuan Kun teria 2,70 metros de altura e uma barba de 60 cm; a face seria vermelha "como uma jujuba", seus olhos semelhantes aos de uma fênix e suas sobrancelhas, semelhantes a minhocas. Nos templos muitas vezes é representado junto com seu cavalo "Lebre Vermelha" ou, então, cercado por seus auxiliares, o filho adotivo Kuan P’ing e o seu escudeiro Chou T’sang.

Uma das lendas relacionadas a Kuankun afirma que ele teria sido fecundado por uma divindade solar e que sua mãe, ao invés de ter um parto normal, teria botado um ovo. O marido, com medo do que pudesse sair do ovo e furioso com o filho que, ele desconfiava, não era seu, tentou destruí-lo quebrando a casca antes que eclodisse. O menino lá dentro estava quase que totalmente formado, a não ser pela face (ainda vermelha). Mesmo tendo vindo ao mundo antes do tempo, o garoto sobreviveu e cresceu, vindo a se tornar um herói. Não perdeu, porém, o rosto vermelho, fruto da ira de seu pai.

 

A lenda dos doze animais

Segundo uma antiga lenda chinesa, Buda convidou todos os animais da criação para uma festa de Ano Novo, prometendo uma surpresa a cada um dos presentes. Apenas doze animais compareceram e ganharam um ano de acordo com a ordem de chegada: o Rato ou Camundongo; o Boi ou Búfalo (Vaca, na Tailândia); o Tigre (Pantera, na Mongólia); o Coelho (Gato, na Tailândia ); o Dragão (Crocodilo, na Pérsia); a Cobra ou Serpente (Pequeno Dragão, na Tailândia ); o Cavalo; a Cabra,bode ou Carneiro; o Galo ou Galinha; o Macaco; o Cão; o Porco ou Javali. O Cavalo de Fogo rege a cada 60 anos.

De acordo com um antigo texto budista, quando os animais terminam suas meritórias tarefas, fazem um juramento solene perante os budas de que um deles estará sempre, por um dia e por uma noite, pelo mundo, pregando e convertendo, enquanto os outros onze ficam praticando o bem em silêncio. O Rato inicia sua jornada no primeiro dia da sétima Lua; procura persuadir os nativos do seu signo a praticarem boas ações e a corrigirem os defeitos de seus temperamentos. Os demais bichos fazem o mesmo, sucessivamente, e o Rato reinicia seu trabalho no 13º dia. Assim, graças ao trabalho constante dos animais, os budas garantem uma certa ordem no universo.

 

 

Zodiaco Chinès

Os signos no Zodíaco Chinês são divididos de acordo com data de nascimento.

 

RATO - Nome Chinês: Shú

    • 10/02/1948 a 28/01/1949
    • 28/01/1960 a 14/02/1961
    • 15/02/1972 a 02/02/1973
    • 02/02/1984 a 19/02/1985
    • 19/02/1996 a 06/02/1997

Os Ratos são verdadeiros "animais de festa", adoram estar em grupo e raramente ficam quietos. Adoram a diversão e valorizam a amizade. Leva um certo tempo a conhecer um rato, mas são respeitados. Os Ratos não têm noção do tempo, e muitas vezes poderão faltar a um encontro, por estarem envolvidos noutro assunto. Os Ratos necessitam de ser Reis ou Rainhas nas suas casas. Se não conseguirem dominar, poderão abandonar os seus parceiros. Gostam de ambientes arrumados e limpos. São muitas vezes incapazes de perceber o ponto de vista de outra pessoa, ou levar as suas necessidades em consideração. Gostam de estar envolvidos em várias coisas e adoram dar a sua contribuição à comunidade. O seu carácter independente e persistente serve melhor para pequenas empresas.

 

Os Ratos são muito românticos, sensuais e muito defensores dos seus amados.

 

Virtudes: Honestos, ambiciosos e charmosos.

Defeitos: Zangam-se facilmente, adoram bisbilhotar e são esquisitos em relação a pequenas coisas.

 

BOI - Nome Chinês: Niú

    • 29/01/1949 a 16/02/1950
    • 15/02/1961 a 04/02/1962
    • 03/02/1973 a 22/01/1974
    • 20/02/1985 a 08/02/1986
    • 07/02/1997 a 27/01/1998

 

O Búfalo é honesto, sensível, forte e tenaz. Os que nascem sob este signo possuem integridade, são de confiança e verdadeiros para os seus amigos e família. Reservados e pensativos, fazem bons amigos e companheiros. Podem ser rezingões, por vezes, mas percebem as coisas. São leais aos seus companheiros. Os seus pais permanecem importantes pela sua vida inteira. O Búfalo é muito organizado e não aprecia mudanças. São muito afectuosos para com os outros e preocupam-se com o seu bem-estar.

 

Um Búfalo é um perdedor terrível, tende a culpar outros pelos seus erros, e nunca perdoa. Não se deixa influenciar por rumores e considera todos os pontos de vista numa situação.

 

Virtudes: Calmos, pacientes, possuem extrema dexteridade.

Defeitos: Embora pacientes, possuem um temperamento explosivo quando irritados. Tendem a ser excêntricos e teimosos.

 

TIGRE - Nome Chinês:

    • 17/02/1950 a 05/02/1951
    • 05/02/1962 a 24/01/1963
    • 23/01/1974 a 10/02/1975
    • 09/02/1986 a 28/01/1987
    • 28/01/1998 a 15/02/1999

 

O Tigre é corajoso, sortudo e agressivo. Não o tentem enganar. Tem um rugido e um temperamento forte. Odeia injustiça e fingimento. É egoísta e ambicioso. Faz as coisas à sua maneira e gosta de correr riscos. Raramente muda de ideias. No entanto, existe algo atraente no Tigre, e muitos líderes nasceram sob este signo. O Tigre adora festas e está sempre à procura de alguém com quem estar. Gosta de bom divertimento, boa comida e uma oportunidade para ser o centro das atenções. São óptimos com as crianças, bons narradores de histórias e professores.

 

O Tigre é competitivo por natureza e está sempre à procura de novos desafios.

 

Virtudes: Sensíveis, simpáticos e corajosos.

Defeitos: São um pouco egoístas e suspeitosos.

 

COELHO - Nome Chinês:

    • 06/02/1951 a 26/01/1952
    • 25/01/1963 a 12/02/1964
    • 11/02/1975 a 30/01/1976
    • 29/01/1987 a 16/02/1988
    • 16/02/1999 a 04/02/2000

 

O Coelho é sociável, modesto, sensível e artístico. É uma pessoa complexa, e possui muitas vezes grande intuição. Dizem que nasce para viver uma vida preciosa. O Coelho é o símbolo da imortalidade devido à sua associação com fertilidade. O Coelho prefere uma vida calma e aprecia boas comidas, ouvir música clássica ou discutir história da arte. Não se ajusta bem a mudanças e é lento a tomar decisões. Detesta confrontos de qualquer tipo. A sua casa é muito importante para ele. São pais amorosos, mas não aceitam disparates. Gostam de trabalhar com crianças e animais e acham o trabalho para caridade especialmente recompensador.

 

O Coelho é sensível e generoso. Luta pela harmonia no seu ambiente para a sua maior felicidade.

 

Virtudes: Imaginativos, generosos, tranquilos e virtuosos.

Defeitos: Melancólicos, resistem a mudanças e podem ser sarcásticos.

 

DRAGÃO - Nome Chinês: Long

    • 08/02/1940 a 26/01/1941
    • 27/01/1952 a 13/02/1953
    • 13/02/1964 a 01/02/1965
    • 31/01/1976 a 17/02/1977
    • 17/02/1988 a 05/02/1989
    • 05/02/2000 a 24/01/2001

 

O Dragão é confiante, auto-suficiente e trabalhador. É extremamente vivo e inteligente. A honestidade é muito importante para o Dragão. Cumpre as suas promessas e espera que os outros façam o mesmo. Por vezes confia demasiado nas pessoas. Não diz disparates, detesta atrasos e é impulsivo. Têm muita energia e muitas vezes começam várias tarefas e acabam por deixar algumas inacabadas. São bons ouvintes e óptimos para ter ao nosso lado em tempos difíceis. A casa é importante para o Dragão, que é muito protector da sua família. Apaixonam-se perdidamente e são sentimentais. Normalmente, não vêm nenhum defeito naqueles que amam. Tendem a fazer todas as vontades aos seus filhos. O Dragões são lógicos e possuem padrões elevados.

 

O Dragão é uma pessoa enérgica e impressionante. Nunca tem poucos amigos ou admiradores.

 

Virtudes: Honestos, sensíveis, enérgicos e charmosos.

Defeitos: Teimosos, excêntricos, excitáveis.

 

SERPENTE - Nome Chinês: Shé

    • 27/01/1941 a 14/02/1942
    • 14/02/1953 a 02/02/1954
    • 02/02/1965 a 20/01/1966
    • 18/02/1977 a 06/02/1978
    • 06/02/1989 a 26/01/1990
    • 25/01/2001 a 11/02/2002

 

A Serpente é sábia, discreta, activa, adaptável e tem uma natureza poderosa. Tira o melhor partido das situações. Adora bisbilhotar e é extremamente moralista. É cheia de secretismos. Nunca se sabe em que solo pisamos com a Serpente, portanto é boa ideia agir com respeito. É uma boa detectora de mentiras, e não aceita levemente as pessoas que as dizem. As Serpentes adoram estar apaixonadas e são verdadeiramente sexy. Têm uma personalidade sentimental, invejosa, possessiva e leal. Ninguém consegue ser mais possessiva com a familia e com os amigos do que a Serpente. Têm mau perder.

A Serpente é educada e confiante, refinada e elegante. Adoram investigação e debate.

 

Virtudes: Elegantes, simpáticas, apaixonadas e refinadas.

Defeitos: Perfeccionistas e vaidosas.

 

CAVALO - Nome Chinês: Ma

    • 16/02/1942 a 04/02/1943
    • 03/02/1954 a 23/01/1955
    • 21/01/1966 a 08/02/1967
    • 07/02/1978 a 27/01/1979
    • 27/01/1990 a 14/02/1991
    • 12/02/2002 a 31/01/2003

 

O Cavalo é sociável, enérgico, esperto e com uma vontade de ferro. Podem distrair-se facilmente e aborrecem-se muito depressa. Acham que têm razão em tudo e podem ser mandões. Entusiastas, irrequietos e independentes, os Cavalos são rápidos a aceitar um novo desafio. São vaidosos, têm um elevado e original sentido de humor e tomam decisões rápidas. A maioria dos Cavalos é agressiva e não faz planos para a velhice. Dão bons soldados, mas muito pobres diplomatas. Os Cavalos são seguros, utéis e de confiança e esperam o mesmo das outras pessoas. Não convém interferir com a vida privada de um Cavalo, porque podemos levar um coice. O amor é difícil para eles. Apaixonam-se facilmente, demasiadas vezes e não aceitam muito bem o fim dos romances. São teimosos e podem mesmo ser intolerantes em relação aos sentimentos do seu parceiro. Podem casar-se várias vezes, e muitos só chegam a encontrar a pessoa certa quando já são mais velhos.

 

O Cavalo é leal para com os seus muitos amigos. Mas muitos poucos conhecerão os verdadeiros sentimentos do Cavalo.

 

Virtudes: Leais, alegres, talentosos e independentes.

Defeitos: Zangam-se facilmente, falam demasiado e não escutam conselhos.

 

CARNEIRO - Nome Chinês: Yáng

    • 05/02/1943 a 24/01/1944
    • 24/01/1955 a 11/02/1956
    • 09/02/1967 a 29/01/1968
    • 28/01/1979 a 15/02/1980
    • 15/02/1991 a 03/02/1992
    • 01/02/2003 a 21/01/2004

 

Cabra é respeitada, inventiva, sensível e tem boas maneiras. São bons ouvintes e preocupam-se bastante. Gostam de agradar e ficam chateados quando não são bem sucedidos. As Cabras são bem comportadas quando crianças e são óptimos companheiros. Adoram as tradições e lutam para as manter vivas. São sensíveis ao ambiente em seu redor e gostam de uma casa limpa e confortável. Requerem muito suporte da parte dos amigos mais chegados e da familia. São muitas vezes sonhadoras idealistas.

 

A Cabra é gentil e amigável. É sensível ao ambiente e é o mais tranquilo dos signos do zodíaco chinês.

 

Virtudes: Gentis, generosos, emotivos e tímidos.

Defeitos: São demasiado tímidos, pessimistas, inseguros e indecisos.

 

MACACO - Nome Chinês: Hóu

    • 25/01/1944 a 12/02/1945
    • 12/02/1956 a 30/01/1957
    • 30/01/1968 a 16/02/1969
    • 16/02/1980 a 04/02/1981
    • 04/02/1992 a 22/01/1993
    • 22/01/2004 a 08/02/2005

 

O Macaco é activo, ágil e inteligente. Os Macacos gostam de manipular circunstâncias e outras pessoas. Um Macaco é muito sensível à lisonja. Não estão interessados nas opiniões dos outros. Gostam de novos lugares e novas caras. Acham difícil manterem-se numa só relação, e muitas vezes têm vários casamentos. Estão centrados em si mesmos e não são capazes de mostrar afeição por outras pessoas, excepto ao comprar presentes. Contudo, numa relação estável, podem ser carinhosos e apaixonados. Dão-se bem com crianças e tendem a ter famílias grandes.

 

O Macaco é independente, sociável e adapta-se facilmente a novas situações. Tem uma inteligência muito activa e gosta de novos desafios.

 

Virtude: Astutos, independentes e adaptáveis.

Defeitos: São intencionais e tendem a desrespeitar os outros.

 

GALO - Nome Chinês: Ji

    • 13/02/1945 a 01/02/1946
    • 31/01/1957 a 17/02/1958
    • 17/02/1969 a 05/02/1970
    • 05/02/1981 a 24/01/1982
    • 23/01/1993 a 09/02/1994
    • 09/02/2005 a 28/01/2006

 

Galo é duro, competitivo, artístico e tem uma vontade forte. Podem ser agressivos quando ameaçados. Sociáveis e extrovertidos, têm muitos amigos e gozam a vida. Não aceitam críticas e ofendem-se facilmente. São muito atractivos para o sexo oposto. São extremamente sexy, embora não sejam românticos. Os Galos adoram a sua familia e colaboram activamente na educação dos seus filhos. Adquirir conhecimento é muito importante para o Galo.

 

O Galo é aberto e corajoso e ajudará sempre aqueles em necessidade. Aprecia as boas coisas da vida.

 

Virtudes: Francos, corajosos e reflectivos.

Defeitos: Invejosos e não confiam em ninguém.

 

CÃO - Nome Chinês: Gou

    • 02/02/1946 a 21/01/1947
    • 18/02/1958 a 07/02/1959
    • 06/02/1970 a 26/01/1971
    • 25/01/1982 a 12/02/1983
    • 10/02/1994 a 30/01/1995
    • 29/01/2006 a 17/02/2007

 

O Cão é leal, honesto e amoroso. Precisam de ser amados. Preocupam-se e gostam de olhar pelos outros. Insistem em jogo justo para todos. São sociáveis, gostam de actividades de grupo e dão bons líderes. Por vezes, o seu temperamento explode e pode ser assustador para outros. Os Cães são generosos e têm um coração quente. Oferecem montes de presentes e atenção aos amigos e família. Gostam de dar e a receiam rejeição. Precisam de muito carinho e afeição. Às vezes têm muitos ciúmes do seu companheiro. Esperam demasiado dos outros. São pais adorados e rigorosos.

 

O Cão é de confiança e fiel. Está sempre alerta às necessidades dos outros e à sua própria.

 

Virtudes: Bons líderes, leais, honestos e discretos.

Defeitos: Por vezes dão a impressão de não terem emoções, são egoístas e têm a língua afiada.

 

PORCO - Nome Chinês: Zhu

    • 22/01/1947 a 09/02/1948
    • 08/02/1959 a 27/01/1960
    • 27/01/1971 a 14/02/1972
    • 15/02/1983 a 01/02/1984
    • 31/01/1995 a 18/02/1996
    • 18/02/2007 a 06/02/2008

 

O Porco é sincero, tolerante, amoroso, generoso, honesto, boa companhia e tem sempre tempo para ouvir os problemas dos outros. Fazem poucos inimigos, mas podem ter um temperamento quente e ficam doidos quando são enganados. Os Porcos são amantes do campo e do jardim, histórias de amor e tradição, e são pensadores conservadores. Gostam de se divertir, mas também trabalham bastante. Apreciam boa companhia, mas não gostam de multidões. Adoram as suas famílias, e são práticos quando se trata da casa. São asseados e gostam de viver num ambiente limpo e arrumado. São muito populares com o sexo oposto e apaixonam-se facilmente. São sensuais e amam com paixão e intensidade. Esforçam-se muito por agradar às pessoas de quem gostam.

 

O Porco é calmo e tolerante. Dá-se bem com outras pessoas e outros ambientes.

 

Virtudes: Tolerantes, honestos, calmos, leais e românticos.

Defeitos: Possuem um conhecimento limitado e não procuram ajuda exterior.